Pensar antes de agir não parece fácil e comum para todo mundo. Para os impulsivos, que agem sem pensar e ponderar as consequências das palavras e ações, o "pensar antes" não existe.

No geral, os atos i...

SMLXL

Dizer adeus, seja para o namorado, familiar, amigo, emprego ou qualquer situação que teve importância emocional não é fácil. Algumas pessoas tem dificuldade de finalizar etapas e, ao invés de...

23-Jan-2017

Nos últimos anos, tem sido cada vez mais fácil viver a sexualidade de uma forma simples e verdadeira, mas, mesmo com todas as mudanças da sociedade diante de questões gays, a dificuldade de assumir a...

11-Jan-2017

O TOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo - é um transtorno psiquiátrico que acomete 3%  da população e se caracteriza por obsessões, pensamentos e medos.

Para diminuir esses "sentimentos", o individuo c...

29-Aug-2016

Sempre que falamos sobre perder peso, logo surge alguém com uma dieta milagrosa e que promete a boa forma eterna, mas, quem tentou perder peso ao menos uma vez na vida sabe que o caminho é árduo e che...

 

Quando nascemos, muitos presentes nos são dados, acredito que um dos primeiros é o nosso nome, que já vem com simbologias e significados. Sendo ele feminino ou masculino, já chegamos ao mundo atenden...

Please reload

Márcio Iost

 

Psicólogo clínico e palestrante, Formado em Psicologia pelo Centro Universitário Paulistano, se especializou em Psicodrama pela ABPS, e está cursando Pós Graduação em Educação sexual pelo Centro universitário Unisalesiano, iniciou sua carreira profissional na área de Recursos Humanos, o que lhe proporcionou experiência organizacional e uma visão bastante abrangente em ambientes corporativos e suas inter-relações.

 

Atuando como palestrante de diversos temas relacionados ao comportamento humano e psicólogo atuante em clínica psicoterapêutica, Márcio realiza psicoterapia de adultos, adolescentes, casais e crianças, conferindo-lhe considerável experiência em psicologia clínica com queixas relacionadas ao relacionamento conjugal, ansiedade, relacionamento interpessoal, queixas relacionadas ao trabalho, vida afetiva, ansiedade, depressão, com o próprio corpo e outras queixas mais específicas. E com crianças e adolescentes, queixas relacionadas à dificuldade de aprendizagem, relacionamento e comportamento.